quarta-feira, 26 de agosto de 2015

ACORDO

ACORDO

Acordo respirando os espaços
fechados onde habitas sem mim.

Acordo adormecida, talvez esquecida
pela chuva impenetrável das sombras

Acordo no vazio da noite sem palavras
agarrada à nudez da manhã submersa.

Acordo nua no teu corpo nas veias
que te faz gemer ao ritmo dos versos

Acordo sempre com o teu doce respirar
onde tu de mim, respiras o meu amor.
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

AMOR

 AMOR

Gosto do teu abraço
   - Do teu olhar em mim.
Gosto da suavidade da tua voz
    - O toque quente das tuas mãos
Não consigo expressar aquilo que sinto
      - Quando estás ao meu lado
Gosto de sentir o bater do teu coração
            - Porque é tão bom gostar de ti.
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca 

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

GOSTARIA DE AMAR

GOSTARIA DE  AMAR

Gostaria de poder voar, alcançar o céu
Cruzar desertos da terra e do mar
Tirar esta ânsia que me percorre a alma e o corpo
Nessa linha que passa para além da escuridão
É como uma lamparina de azeite a arder
Impede a solidão de entrar, onde as almas desejam amar 
E os corpos anseiam conhecer do chocolate com pimenta
     - Dos únicos desejos e beijos por vir
Os nossos lençóis de cetim, sobre o leito dos corpos que amam
Os teus olhos são tão belos que a noite tornasse tão clara
Como estas ruas geladas sem rumo
- Sinto o cheiro das ondas deste mar
         - São as lágrimas salgadas que ferem de dor
Mergulham nas gotas da chuva e navegamos pela imensidão
De todos aqueles que não amam sem lutar.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca